Poker em pauta na Câmara nessa quarta

Os considerados Jogos de Habilidade ganham cada vez mais visibilidade e apoio no Brasil,  dentre eles se destaca o jogo de cartas mais famoso do mundo, o Poker. Nessa Quarta-Feira (30/03), a Comissão do Marco Regulatório dos Jogos no Brasil (PL 442/91) promove uma audiência pública, na Câmara dos Deputados, para discutir os rumos do Poker no Brasil e melhor entender suas implicações.

O deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP), solicitante do debate, aponta que o Poker, dentre os Jogos de Habilidade, é o principal gerador de faturamento no País, e também ressalva que o próprio Ministério dos Esportes sancionou a criação da CBTH (Confederação Brasileira de Texas Hold’em), entidade que representa o Poker no Brasil.

A audiência, além de contar com a presença do Presidente da CBTH, Igor Trafane, também receberá o campeão mundial do Word Series of Poker (WSOP), André Akkari, que defenderão a premissa de que os Jogos de Habilidade não dependem da sorte e sim da capacidade intelectual e técnica do participante. Além do Poker, também se enquadram nesse grupo as práticas de jogos como: sinuca, bilhar, dominó, gamão, E-Sports (jogos eletrônicos online), damas, xadrez, bridge e go. A comunidade praticante desses jogos totaliza 106,3 milhões de brasileiros, de acordo com os dados fornecidos por suas entidades representativas.

Igor Trafane, em seu discurso, falará da importância de se interpretar corretamente a redação do referido projeto de lei e o risco de consequências socioeconômicas negativas caso o texto não seja trabalhado corretamente. “Essa audiência será importante para mostrar a força dos jogos de habilidade no Brasil. Somos uma comunidade unida que luta pelo reconhecimento e segurança jurídica de nossas atividades. Queremos mostrar que para criar um novo segmento e gerar novos empregos e receitas, não é necessário acabar com mercados que já existem. Não há a necessidade de inviabilizar outras práticas para que uma nova seja criada. A regulamentação dos jogos no Brasil precisa ser muito discutida para que seja criada uma legislação justa tanto para os jogos de azar, quanto para os jogos de habilidade”, afirma o presidente da CBTH.

Na internet, praticantes e fãs do Poker mostram seu apoio através das redes sociais. No twitter, hashtags como #pokerlegal e #jogosdehabilidade estão em constante ascensão nos trend topics. 

B Conteúdo – Fichas Brasil