Entrevista com o pró: Luis Gustavo Kamei, atual líder do ranking do BSOP dá entrevista exclusiva; confira

E aí galera! Estamos aqui para mais uma entrevista com o pró. Gostaria de agradecer aos leitores no portal por acompanharem e mandarem suas sugestões.

O entrevistado de hoje é nada mais, nada menos que ele, Luis Gustavo Shinike Kamei , 23 anos, e atual líder do ranking do Brazilian Series Of Poker (BSOP), atualmente kamei mora em Curitiba-PR, mas nasceu em Dracena-SP, onde morou até seus 17 anos.

Kamei vem em uma sequência de resultados fantásticos neste ano, tanto no live quanto no poker online. Além da liderança na classificação no ranking do BSOP, nos feltros online anda dando trabalho aos adversários nos maiores torneios, com o destaque para a 3ª colocação no principal torneio regular da internet, o Sunday Million.

Confira a entrevista exclusiva de Luis Gustavo Kamei para o portal No comando No controle:

Gustavo

Matheus Mion: Como conheceu o poker? Quanto tempo joga poker?

Luis Gustavo Kamei: Conheci o poker desde pequeno, meu pai costumava a assistir na ESPN quando passava o WSOP e foi ali meu primeiro contato com o poker, mas meu começo foi aos 16 anos igual a de quase todos, jogando home games e freerolls na internet, porém, comecei a jogar profissionalmente em 2013.

Matheus Mion: Como foi a troca da sua profissão pela de poker player?

Luis Gustavo Kamei: Eu estava fazendo faculdade e jogando poker ao mesmo tempo, e sentia que não estava legal nem o poker e nem a faculdade, então decidi parar os estudos por enquanto e me dedicar ao poker. No começo minha mãe era contra isto, mas atualmente ela aceita depois dos grandes resultados.

Matheus Mion: Na sua opinião, qual a maior dificuldade para se tornar um poker player?

Luis Gustavo Kamei: Acho que o começo da carreira é muito difícil, e o peso de falar para família que esta largando o trabalho ou a faculdade para jogar poker, quase sempre não tem uma aceitação muito boa até os resultados começarem a aparecer.

Matheus Mion: Você é a favor da legalização dos cassinos no Brasil? Se sim, é a favor de existir torneios de poker dentro dos cassinos?

Luis Gustavo Kamei: Não tenho uma opinião formada sobre isso, mas acho que seria legal ter cassinos no Brasil sim.

Matheus Mion: O que você considera como seu diferencial no jogo? A parte psicológica ou a parte técnica?

Luis Gustavo Kamei: Acho que a parte psicológica, pois comparado aos top players estou atrás na parte técnica. Mas pra ser diferencial muitas outras coisas influenciam, a parte física, a matemática. Tento melhorar todos os dias.

Matheus Mion: Kamei, Parábens pela colocação no ranking do BSOP, toda sorte para você. Os adversários sabendo quem é você, como você se sente nas mesas? O que mudou com essa atua classificação no ranking?

Luis Gustavo Kamei: Muito obrigado Matheus. Então, acho que não mudou muita coisa, sempre vou estar tentando tomar as melhores decisões, mas acho que pesa um pouquinho, a galera tende a foldar menos, só os regulares que respeitam um pouco mais.

Cara, para ser sincero a única coisa que eu vi que mudou com a liderança do ranking foi o apoio da minha família inteira, foi um peso enorme que saiu das costas ver as pessoas que você ama te incentivando e te parabenizando.

Matheus Mion: Como se sente líder do ranking? Vai jogar multitable no BSOP?

Luis Gustavo Kamei: Me sinto muito feliz, é algo que eu não tinha como objetivo mas acabou acontecendo. Se eu conseguir, eu vou jogar sim.

Matheus Mion: Atualmente joga por algum time? Se sim, qual o bom e o ruim de jogar por um time. E se não, qual o bom e o ruim de jogar por conta própria.

Luis Gustavo Kamei: Jogo para o BBZ Staking, acho que só tem coisas boas em jogar para um time, você joga com menos pressão. No BBZ por exemplo temos aulas todos os dias, e quem joga por conta acho que não tem a mesma disciplina que teria jogando para um time.

Matheus Mion: Qual a sua principal dica para um iniciante que quer se tornar poker player?

Luis Gustavo Kamei: Se dedicar bastante e principalmente estudar muito. Hoje em dia temos muito conteúdo na internet, o Sensei Poker por exemplo tem vários dos melhores jogadores do Brasil fazendo vídeo aulas para você melhorar seu jogo. Respeitar o BankRoll é algo muito importante, eu quando comecei tive dificuldades com isso, mas é algo essencial na sua evolução.

Matheus Mion: Kamei, além do poker? Você pensa no lado do empreendedorismo?

Luis Gustavo Kamei: Penso sim, mas no momento me dedico 100% ao poker. Mais pra frente, quem sabe.

Matheus Mion: Você acha que o poker pode se tornar do tamanho do futebol , quer dizer, o futebol é insuperável no País, mas falando em patrocínios, apoios?

Luis Gustavo Kamei: É muito dificil né, mas espero que sim.

Matheus Mion: Como você faz pra continuar evoluindo seu jogo? Qual sua principal fonte de estudo? Já que nesse nível é muito mais complexo encontrar novidades.

Luis Gustavo Kamei: Hoje em dia eu tento estudar quase todo dia. No BBZ nos temos aulas todos os dias, além disso vejo videos no Sensei, Runitonce além de dar aula para meu time que ajuda bastante como forma de estudo também.

Matheus Mion: Para finalizar, você poderia deixar um recado para todos que estão acompanhando a entrevista?

Luis Gustavo Kamei: Galera, chega de colocar a culpa nos dealers ou nas cartas. Para ser vencedor no poker só depende de você mesmo.

E também gostaria de agradecer a moral ai pessoal do No Comando No Controle, tamo junto! Grande abraço.

E você? Curtiu a entrevista? Mande sua sugestão para: mionpoker@gmail.com

Nos vemos semana que vem!

B Conteúdo – Fichas Brasil