Short stack na mesa final, Tales Alcântara coroa jornada histórica e é o grande campeão do KSOP Special

(Crédito: KSOP)

Foram 13 horas de emoções ininterruptas até o cearense Tales Alcântara levantar da cadeira, ainda sem acreditar, e ser coroado o grande campeão do KSOP Special. Depois de uma disputa de altíssimo nível durante todo o Dia Final, o jogador recreativo alcançou a glória de vencer a maior etapa da história do circuito. Com direito a um acordo no 3-handed, Tales garantiu o belíssimo prêmio de R$ 715.000 e parecia não acreditar no feito conquistado.

“Foi o maior evento que eu já tive oportunidade de chegar perto. Eu não esperava. A gente batalha e tudo, mas a emoção que você sente quando crava um evento desse é indescritível, eu acho que a ficha não caiu ainda. Eu estou muito feliz de ter participado, eu vim lá do Nordeste. Feliz de cravar um evento dessa magnitude”, disse Tales, ainda incrédulo.

Muito contente, o jogador era só alegria após derrotar o regular colombiano Dario Dussan no heads-up. Além do ótimo participante estrangeiro, a mesa final contou com a presença de grandes jogadores, como o 3º colocado Gabriel Nóbrega. Outros bons nomes engrandeceram a disputa, como Sérgio Ramos e Gustavo Oliveira.

“Eu percebi que o Dario e o Gabriel, como outros, são regulares do torneio. Eles têm uma consistência, jogam de uma maneira lógica, dá pra ver que estudam, se preparam. Isso deixa a disputa mais acirrada e dá um gostinho melhor na vitória”, elogiou Tales. O campeão também comentou sobre a “pressão” de jogar com cartas reveladas.

“Tentei me expor o mínimo possível, teve alguns spots meio duvidosos que eu preferi foldar, preferi dar call, porque tinham stacks menores e eu achei melhor deixar a pressão do ICM para eles”, explicou a estratégia. O fato é que o dia era mesmo de Tales. Ele classificou com o 13º (de 15) stack para o Dia Final. Depois de muito jogo, chegou na FT com o segundo menor.

Foi preciso muita paciência para aguentar o ritmo da disputa, principalmente depois que o torneio ficou em 5-handed. Dario, chip leader, foi colocando muita pressão nos adversários. Uma mão interessante contra Gabriel no 4-handed colocou Tales em boa situação. Ele estava com sequência no turn e o jovem foi all in com flush draw e broca. O river garantiu o pote que mudou a “chave” para Tales.

Depois da queda de Sérgio Ramos, os jogadores fizeram o acordo por ICM reservando R$ 180.000 para o campeão. Portanto, o jogo foi longo e continuou tenso. Já na liderança, Tales derrubou Gabriel e sua barulhenta torcida e chegou ao heads-up contra o colombiano na frente. O duelo final não demorou para terminar.

Assim, Tales superou o incrível field de 2.535 entradas da histórica etapa do KSOP Special. Eram R$ 7.000.000 garantidos, mas o evento distribuiu mais que o dobro. O ano ainda não acabou. O destino da próxima parada será revelado em breve. Até lá, o campeão Tales ainda vai ter muito o que comemorar depois do desfecho memorável no KSOP Special.

Confira como foram as eliminações da mesa final

9º – Filipe Yamamoto – R$ 70.000

150.000 / 300.000 com botão ante

Lindomar abriu raise no small blind de 850.000 fichas e Filipe foi all in de 4.125.000 fichas, recebendo instacall. O jovem não se deu bem no coin flip com  contra  de Lindomar. O board foi .

8º – Aurélio “Capita” – R$ 90.000

200.000 / 400.000 com botão ante

Capita foi all in do UTG de 3.425.000 fichas e Gabriel do meio da mesa deu call com mais fichas. O jovem não teve problemas com  contra  no board .

7º – Lindomar Pedroso – R$ 110.000

250.000 / 500.000 com botão ante

Lindomar foi all in de 6.024.000 fichas do cutoff e recebeu call de Sérgio no botão. No showdown, o jogador de Salvador estava dominando com  contra . Lindomar não teve salvação no board .

6º – Vitor Santiago – R$ 130.000

250.000 / 500.000 com botão ante

Vitor foi all in do cutoff de 5.050.000 fichas e Gabriel Nóbrega deu call do small blind, novamente dominando mais um adversário com  contra  do carioca. O flop  foi ruim para Vitor e o turn  e  sacramentaram a eliminação.

5º – Gustavo Oliveira – R$ 151.000

300.000 / 600.000 com botão ante

O colombiano Dario Dussan deu raise de 1.200.000 fichas e Gustavo foi all in de 4.725.000 fichas. Dario deu instacall e mostrou  tranquilo contra o  do rival. O flop foi  e o turn mostrou  e o river  foi só para constar.

4º – Sérgio Ramos – R$ 200.000

300.000 / 600.000 com botão ante

Depois de perder dois all ins seguidos para Gabriel Nóbrega, Sérgio sobrou com apenas 1.550.000 fichas. Ele foi all in de  e recebeu call de Gabriel no botão e Tales no big blind. O board foi . Gabriel e Tales deram check no flop e no turn. No river, o paraibano apostou 1.900.000, Tales foldou e Sergio viu o full house de  de Gabriel para se despedir do torneio.

3º – Gabriel Nóbrega – R$ 465.000*

Blinds 500.000 / 1.000.000 com botão ante

Gabriel foi all in do botão de 13.500.000 fichas e Tales com grande stack deu call. O paraibano estava dominando com  contra , mas o flop  foi avassalador. O turn  e o  encerraram a bela participação de Gabriel do torneio.

2º – Dario Dussan – R$ 620.000*

1º – Tales Alcântara – R$ 715.000*

Blinds 500.000 / 1.000.000 com botão ante

Dario deu limp e Tales deu check. O flop foi  e o colombiano apostou 3.000.000, recebendo call do cearense. O turn foi um  e ele deu a segunda, agora de 4.000.000, com Tales pagando novamente. O river foi um , Dario deu check e Tales explodiu all in. Com cerca de 10 blinds para trás, o colombiano deu call.

Dario tinha  e Tales mostrou  com trinca e fez a festa.

Fonte: Mundo Poker

Por:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × quatro =